Wednesday, June 24, 2015

BIOCRACIA e ENCÍCLICA LAUDATO SI.


Prez  Prezados Amigos, 
         
Veja   Vejam primeiramente  este artigo contido no link a seguir,
            http://sccbesme-humanidade.blogspot.com.br/2013/01/em-teste-sinopse-das-15-leis-naturais.html  para ter noção geral sobre o assunto e depois conheçam a exposição abaixo sobre o tema BIOCRACIA:

 Lei da Evolução Ativa ou Prática  - Esta é a Segunda Lei Dinâmica   do Entendimento, que regula individual ou coletivamente a evolução da atividade humana. Tal Lei é enunciada abstratamente do seguinte modo: “A atividade é  primeiro conquistadora, depois defensiva e enfim industrial” . ( Augusto Conte/ David Hume/ Chales Dunoyer) . O termo Industrial aqui não é chaminé – Fábrica e sim Trabalho Coletivo
    Esta lei, relativa  à evolução  da Atividade , semelhante a evolução  intelectual, como pode ser  abaixo visualizada, nas suas três fases, para melhor entendimento  e compreensão .

                         Conquistadora ou Preparatória, ou Guerreira,Defensiva,Em Curso,Estado de Alerta,Industrial ou Cooperativa ou
                                                                                                                                                                                                                                           Pacífica
                       
                                               Egoística                                                              Equivoca                                                         Altruística

                                               Fictícia                                                            Metafísica                                                     Positiva

                                               Primária                                                             Transitória                                                     Científica 


Em 1822, no seu “ Planos de trabalhos científicos para organizar a sociedade” Augusto Comte , já esboça a distinção  entre os estudos preparatórios e o final, definitivo  da evolução prática. É deste trabalho o seguinte trecho : “ A única maneira  de por fim  a esta tempestuosa  situação  de superar a anarquia, que esgota dia a dia a sociedade , em uma palavra,  de reduzir  a crise a um simples movimento moral, é determinar as nações  civilizadas  a abandonar a direção crítica, para tomar a direção orgânica , a empregar todos os seus esforços  para a formação  do novo sistema social , objeto definitivo da crise , e para o qual  tudo o que se faz  até agora  é somente preparatório”. Système de  Politique Positive, vol. IV, ap.gén

            E mais adiante continua: “ Por outro lado  só existem  dois fins  de atividades possíveis  para uma sociedade, por mais numerosa que seja , como para um indivíduo isolado. tais são a  ação violenta  sobre o resto da espécie humana, ou a conquista  e a ação sobre  a natureza , para modificá-la  em beneficio do homem  ou produção.  Toda sociedade que não seja nitidamente organizada para um ou outro destes fins , será uma associação bastarda  e sem caráter . O fim militar  era  o do outro sistema , o  industrial é o do novo” .

                A atividade humana  manifesta-se  de duas maneiras , conforme das ações musculares,  resultem  sinais para exprimir  estados interiores  ou movimentos  destinados  a provocar modificações  exteriores.

Quando a nossa inteligência é  posta em contato com a realidade exterior  para esclarecer nossa Ação, é o aparelho sensorial  que transmite as sensações , oriundas dos sentidos , ao interior  do nosso encéfalo , no órgão da contemplação concreta, que por sua vez  cria as imagens ; e logo em seguida  por meio da contemplado abstrata , geram as Ideias , que influenciadas  pela meditação indutiva e dedutiva e pelos  Sentimentos , disciplinados pelo caráter ; geram os pensamentos ; que por sua vez geram as expressões; mímica , oral e escrita ; este últimos destinados a exprimir  os estados interiores de nossa alma, dando a conhecer  não somente  o plano  elaborado para determinada modificação do mundo  ou da própria natureza humana, mas também os sentimentos que os inspiram. Quando ao contrário, desejamos  exercer  diretamente  a ação modificadora  do exterior, principalmente se tratando-se  de fenômenos do mundo , os movimentos musculares  são dirigidos  nesse sentido, sempre influenciados pelos sentimento e guiados pela inteligência, que esclarece e assiste  permanentemente  a Ação, de modo a sistematizá-la  tanto quanto possível , isto é,  tanto mais , tanto maiores  os  esclarecimentos  prévios  com que  houver contato para a elaboração do plano. Esta ação ou caráter é composta de três  funções prática - coragem, prudência e perseverança.

Vamos, neste momento, evidenciar a universalidade da Lei da Evolução Prática, verificando sua presença na Ciência Sociologia Positiva.

                Qualquer evolução passa  por três  fases  , sendo a segunda  de transição  entre a        primeira e a terceira , a atividade é em princípio  Guerreira   e Conquistadora, passando depois a Defensiva   , antes de se tornar  inteiramente Pacífica .Deste modo a guerra defensiva  é estado transitório  da atividade guerreira  para   a  Atividade industrial . Estes três estados   correspondem  plenamente aos   Estados Mentais  da  Humanidade : Fictício ,Metafísico  e Positivo.

                A Guerra  só  se harmoniza  plenamente  com o estado Teológico , assim como a           Indústria  exige  o estado Positivo, pacífico. Entre o regime Guerreiro  e o Industria ,          há uma situação instável  , em que a guerra é apenas defensiva  , porque  desejamos o estado  Pacífico .

                Nesta  situação  da atividade , a inteligência  também flutua  entre a ficção   e a             plena positividade.
               
Desconhecendo ainda o suficiente a realidade do Mundo, o homem primitivo  só          encontra   um gênero  de atividade coletiva : A Guerra ; guerra contra os animais              ferozes , guerra contra tribos  que disputam igualmente  as condições  favoráveis  da            mesma região  do meio cósmico, e finalmente guerra pela preponderância   de uma    tribo sobre as outras.

                O Passado  Histórico  revela , perfeitamente  , os três estados  , nas três partes                               sucessivas  em que se divide   a História Geral :

                                                               História  Antiga
                                                               História da Idade Média  e
                                                               História  Moderna
                Militar ou Preparatório

                               Militar Conquistadora : O homem começou com a  atividade militar                                                                                                   conquistadora - Os Romanos - Antiguidade
         Militar  Defensiva:  Carlos Magno , construiu castelos  ,para se                                                                                                defender dos germânicos - Idade Média         
                Industrial ou Definitivo                               
                               Industrial Pacifista:   A sociabilidade surgiu com a industrialização,                                                        com  todos os seus problemas  , ainda árduos . Idade Moderna
               
                No Ocidente, a antiguidade foi preenchida  pelas guerras  de conquista , que terminaram  na preponderância   do povo  mais apto  para assimilar os outros, manter a Paz  e divulgar  os resultados  sociais  da evolução  comum; este o povo foi o  romano.

Na Idade Média, manifesta-se  claramente  a transformação  da guerra  de conquista  em pura defesa.  Aliás no final da antiguidade Romana já os grandes Chefes Guerreiros sentiam e prenunciavam  o regime final da paz  e da  atividade Industrial. As nações conquistadas pelo povo romano  formaram o cenário político onde se desenvolveram, duas culturas preparatórias da civilização Final  - O Catolicismo e o Feudalismo .
        
                O Catolicismo cultivou  extensivamente os sentimentos  relacionados à Pureza; já o Feudalismo  desenvolveu o mais alto grau de Ternura , através dos sentimentos  cavalheirosos.  
Com efeito, a civilização  antiga  formou  o cidadão, dando-lhe  civismo  e bravura, mas deixou graves  lacunas  no que  se  refere  a Pureza  e a Ternura.

A antiguidade  instituiu   a escravidão  para  o serviço  da terra, tendo como consequências , morais e sociais, evitar a matança  dos prisioneiros  de guerra, e tirar  a mulher  do mais pesado  serviço  da vida doméstica . A escravidão foi a regra  normal  da primitiva  base  da  Economia Social; hoje trata-se de uma anomalia monstruosa, que vai sendo gradativamente expurgada, em vista dos ideais espontâneos de cooperação humana.

A Idade Média transformou  a escravatura  em servidão  da gleba , e terminou  extinguindo-a  lentamente e preparando  o regime  industrial  moderno, com a instituição das cidades livres .

No  fim da Idade Média, terminou  o Regime Guerreiro,(a guerra era parte da vida social, a palavra BELLUM , que definia Guerra  hoje etimologicamente  evoluiu e expressa BELO) e  deixou para os tempos modernos  a solução de um problema que tem conturbado   a  Ordem Social , e que no momento , preocupa as mais  eminentes  inteligências, servidas pelos melhores corações :  A  Incorporação  do Proletariado à Sociedade .

É o desenlace  da evolução, que transformou  o Prisioneiro de guerra  em Escravo; o Escravo em Servo da Gleba; Servo da Gleba em Mercenário, e o Mercenário (Hoje) em Trabalhador Livre.

Todos os elementos ativos da sociedade  devem colaborar  para a sua felicidade  Material, organizados tão sistematicamente , como fazem hoje para a guerra.
Assim  a sociedade futura,  ficará composta de três elementos :

                Elemento Ativo :   Constituído de  pelo Proletariado , tendo a frente o Patriciado;
           Elemento Intelectual : Tendo como guia um sacerdote  emancipado  das concepções                    provisórias do Passado que serviram apenas para formar o Dogma  Positivo .
                Elemento  Afetivo :    Representado pela Mulher

                O Regime  Final da Humanidade - O Pacífico -  para o qual tende  irresistivelmente  a parte  mais avançada  da Sociedade  Moderna , já está plenamente  caracterizado  e com os seus elementos principais  constituídos. Há entretanto uma fase de transição, na qual serão transformadas  as instituições aptas  a subsistir, suprimindo-se outras, por inúteis  ou perturbadoras.

Esta  transição tem sido retardada  pelos elementos de desordem  e retrógrados , que agem sobre o meio social  influindo para  mudar  o rumo natural  da evolução, ou fazê-la voltar   a um dos estados anteriores , ou  finalmente  , permanecer no estado atual .

 “O Homem se agita  e a Humanidade o conduz” ,visto como a Humanidade é um conjunto que vive  segundo Leis  Naturais , que atuam  sobre o Indivíduo. Por isto  nessas condições, está sujeita, como  qualquer sistema, à Lei de Galileu, generalizada  por Augusto Comte

Ecológica-Informacional:   Agora no Século – XX/XXI  , iniciamos a era “Ecológica-            INFORMACIONAL " , provocando um novo humanismo, que aglutina pela     globalização, a aceleração para o bem estar  social, tão preconizado por              Augusto  Comte . É   bom   lembrar   que antes que o Industrialismo desenfreado  houvesse  produzido  quaisquer danos  Ambientais, o  nosso Mestre já  falava no IMPÉRIO  BIOCRÁTICO , é o que chamamos hoje de " Eco-Sistema ".

A Concepção  Religiosa da  Terra , hoje esboçada na Hipótese Gaia, de James Lovelock (1919 - teve origem de forma sistemática em Augusto Comte ,correspondendo  tal  concepção a  primeira formulação Ecológica. Cumpre lembrar aqui,   que Ernst Heinrich Philipp August Haecke (1834 – 1919) (criador da palavra  Ecologia , leu a Filosofia Positiva  de  Augusto     Comte e recebeu de Juan Enrique Lagarrigue - Chileno, uma carta sobre a Doutrina Positivista, onde  já havia  uma expressão – BIOCRACIA – Bio = Vida e Cracia  = Governo.  Governo da Vida. https://books.google.com.br/books/about/Lettre_%C3%A0_M_Ernest_Haeckel.html?id=MiZmHAAACAAJ&hl=pt-BR

Entende-se por hipótese Gaia, a tentativa moderna, baseada nas próprias necessidades humanas afetivas, de  um retorno ao  Fetichismo, ou de uma tentativa de incorporar  o  sentimento  fetichista, em relação à  Terra, por intermédio de uma nova interpretação dos fenômenos  que se passam  em nosso Planeta. Considerando o nosso Planeta  dotado  de uma vida própria ,semelhante a dos seus habitantes . É preciso  notar  que existe uma diferença entre esta  concepção e  a concepção religiosa da  Terra, segundo a incorporação do Fetichismo ao  Positivismo. Os  Positivistas não concebem a Terra  dotada de inteligência, do contrário,  nós  não teríamos como explicar  que, um Ser ou melhor  um corpo  tão poderoso  e inteligente, criasse e sustentasse  tantas dificuldades,  à sobrevivência não só da   Humanidade - Isto tudo começaria a entrar em choque, com  o próprio  desenvolvimento da  Afetividade - Se nós tivéssemos que conceber a Inteligência Atual  do Nosso Planeta, haveria naturalmente  uma  revolta , pois se ela fosse inteligente deveria nos proteger muito mais do que faz . É preciso pois  que a atividade da Terra e os Sentimentos   que nós  concebemos que  ela tenha, sejam destituídos atualmente de inteligência. http://pt.wikipedia.org/wiki/Hip%C3%B3tese_de_Gaia e agora com a Encíclica LAUDATO SI , do Papa Francis reforçando a preocupação dos Positivistas, desde o século XIX.

                 

Há Necessidade de se analisar a evolução da Ciência Moral Positiva, ou Ciência da Construção ou Psicologia Científica, par dar sustentáculo ao exposto acima.

  Podemos dividir a EVOLUÇÃO DA MORAL EM:     

        
                                                                                              Teórica
·         Moral  Preparatória ou Conquistadora ou Guerreira..........................................................EGOÍSTA
                 Moral Fictícia                                                  Prática

                                                                                              Teórica
·         Moral Transitória ou Em Curso ou  Estado de Alerta...............................................“EQUÍVOCA”
                Moral  Metafísica - Ou da consciência de cada Um.                                       (Egoísta/Altruísmo)
                                                                                              Prática
               
                                                                                             
                                                                                              Teórica
·         Moral  Cooperativista ou  Pacífica ou Industrial...............................................ALTRUÍSTICA
                               Moral Científica ou                       Prática
                               Moral   Definitiva
               
                Caso venhamos  acompanhar  as ações  de cada  Ser Humano, desde a Infância  à Madureza(21 anos) , notam-se  diversas formas de comportamento, e aí entra  a  Educação , para moldar as atitudes,  e exercitando primeiramente os bons sentimentos,  nutrindo a inteligência , para ações altruístas; e depois nutrindo de  alfabetização. Até a instrução científica e tecnológica. Na fase transitória em que nos encontramos será necessário ainda complementar tal educação por meio do  aprendizado concreto ,isto é, teatrinho, dos maus exemplos e comportamentos amorais, que os Seres Humanos , na fase  0-14 anos de idade,   poderão se deparar, afim de  saber distinguir  os Verdadeiros  Altruístas, os que estão no caminho do altruísmo e dos falsos altruístas. Educar, para que aqueles que estão em treinamento possam também distinguir os Egoístas dos Altruístas. 
 
                A criança quando já é capaz de agir  por si mesma , normalmente   age com mais ou menos violência , contra tudo que a contraria; quer satisfeitos todos  seus  caprichos  sob pena de chorar, gritar e esbravejar, de destruir as coisas e  até bater nas pessoas. Para acalmá-la  é necessário ceder com educação, convencendo ou reprimindo , mostrando as consequências , ou se nada disto der resultado reprimir com penalidade, estes acessos de cólera.  Isto tudo   resulta do  desejo de posse   não satisfeito.

                É um brinquedo que não lhe pertence  e que quer possuir . É  um bombom  que  deseja  comer  e não  lhe  deixam. Se não o impedem , apossam-se  deles  à força , pensando que procedem muito bem. Se não os educamos, ele , o garoto  ou garota,  opera  assim   uma posse  forçada; faz uma Conquista Egoística, com base em uma Moral Individualista  ou Preparatória.

                Mais  tarde, ao chegar a mocidade , suas atitudes serão menos agressivas, devido a uma educação recebida , ou lapidado pela  suas atitudes  na vida, no entanto guardam ainda  violências . Sem querer usufruir  exclusivamente pela  força  o que é de outrem , como tendem a fazer  as crianças ,  procura  o moço  defender-se  do  que dele   querem  tomar,  o que julga ser seu. Assim por exemplo , se os  objetos  que aos falecidos pais  emprestaram  lhe reclamam  , nega  entregá-los  apesar de não serem seus. Inventa  ardis  para o fazer  e chega a ameaçar  com atos  de força  ao reclamante  cujo direito por falta de provas  só se baseia  em razões  de ordem  Moral Transitória ou Equívoca. Essa Atitude é um processo Militar  embora menos enérgico ; não é mais conquista , não é mais  ataque ;  é  defesa. 

                Chegando ao maior grau de desenvolvimento, reconhece  que  sua ação sobre  o mundo  deve ser praticada  sem violência  para obter  o que não possui  ou conservar   o que lhe pertence.

                A dádiva e a troca, são meios  rudimentares  de transmissão, anteriores à própria  conquista  ou com ela   concomitantes, tornam-se, em plena Madureza, exclusivamente  usados . É a atividade puramente  Pacifica, sem emprego da força  e da fraude, para adquirir  ou conservar ; não há mais luta ativa ou passiva  , ataque ou defesa; há  paz , há trabalho, com base na Moral Positiva ou Moral Definitiva ou Moral Científica - Cooperação Pacífica Industrial , de cunho Altruísta . A Força  não se exerce diretamente  ou indiretamente, sobre as pessoas  em favor de outras , mas  sobre algumas  coisas em favor  das pessoas. O Homem na Maturidade  dá ou troca  pacificamente os bens , sem violência  e sem fraude , ocorrem as parcerias. Isso porem não quer dizer  que  anormalmente  não haja  crianças  pacíficas  e adultos  belicosos. Mas  num e noutro caso , confirma-se a lei, porque  se trata  de  exceções, isto é, de anomalias.

É certo  também que nos meios  civilizados , dada a influência  secular  da educação , essas fases são bem pouco diferenciadas  nos  indivíduos;  de sorte que muito antes da madureza  , ainda  na adolescência , o homem já  atingiu  o último  grau da atividade prática, salvo  os  remanescentes das fases  anteriores, que   aparecem  muitas vezes  entre  as  manifestações  do estado final .