Wednesday, September 20, 2017

Philanthropy

Dear Mark Zuckerberg
Facebook - President,

Good Morning!

Shabat Shalom - Baruch Hashem

Subject: Philanthropy

 This way of doing Philanthropy without changing the key points of the Social Environment and Positive Moral of Societies will be very hard to give a solid result, for long periods.

But there is no doubt, what you are planning will minimize the suffering of many people.

   As you said, “many countries do not have the infrastructure to detect precociously disease and prevent their spread - and that puts millions of lives at risk around the worldResolve will work with Governments to build these systems to identify and contain outbreaks earlier before an epidemic occurs.

   But as the four pests plaguing the Today World are: The Corruption, The Misery, The Diseases and The Wars, we need overlapping actions.

  As the corruption is favored in most Governments by the types of Political Regime and Judiciary existing today, we have to suggest to politicians that it be supported by a Free Media, with Policed Capitalism Keynesian System.

So then, you will collaborate with philanthropic donations, as long as, for it modifies its Political Regime*, while maintaining its population, with freedom of religious choice; but separating the State from the Churches, accompanied by Children Education Plans, with standards to raise the Religions Responsibility in the Mother Earth Kingdom.


 For that reason, The Misery, The Diseases, and The Wars will be reduced sharply.

For this to occur, we will cautiously request the Conservators License, showing them the advantages of this change; to maintain the Climatic Planet Earth conditions.

Which Conservators should we elucidate our objectives to minimize the 4 pests that inhabit the Planet Earth?

Firstly let us invoke the U.S. Empire Powerful with its Global Government Empiricism, aggravated by the Metaphysical Democratic Regime; and overlapping action contacting the New-New World Order to achieve our goals.  http://palacazgrandesartigos.blogspot.com.br/2017/09/o-poderoso-imperio-dos-usa-e-seu.html

Hoping to have contributed for your Strategy, we aren't here to make only friends. We are here to get the facts out and make a difference.


The difference makes the Union occurs, then the Unity and finally the Continuity.

With your help, we can shake things up even more.

Convoke us!

I wish You and your Wife,

Health with Respect and Fraternity,
                      Shalom Aleichem
Paulo Augusto Lacaz - Goi Gadol 
       Presidente

SCCBESME HUMANIDADE


Saturday, September 16, 2017

We Have Received Your Message

To

Mr. Donald J. Trump

PRESIDENT of the United States of America
The White House
1600 – Pennsylvania Ave. NW. 
Washington, DC 20.500

Subject: IMMIGRATION.

Dear Mr. President, 

Please take a look at that Muslim terrorist young cause in the West.

President makes a reflection in the article in the link below, that I wrote for you, now reinforcing our view follows my article about immigration. 


Sincerely, I wish you, 

Health, with respect and fraternity

Paulo Augusto Lacaz
President
SCCBESME HUMANITY 
========================================================================

de:
The White Housenoreply@whitehouse.gov por nxe9qgfqx3v6bj.t-monea2.na21.bnc.salesforce.com 
para:"sccbesme.humanidade@gmail.com" <sccbesme.humanidade@gmail.com>
data:15 de setembro de 2017 14:00
assunto:We Have Received Your Message
enviado por:nxe9qgfqx3v6bj.t-monea2.na21.bnc.salesforce.com
The White House, Washington
September 15, 2017
Thank you for contacting the White House. We are carefully reviewing your message.
President Donald J. Trump believes the strength of our country lies in the spirit of the American people and their willingness to stay informed and get involved. President Trump appreciates you taking the time to reach out.
If you wish to receive regular email updates from the White House, please Click Here. You may also wish to follow President Trump and the White House on FacebookInstagramTwitter, and Youtube.
Sincerely,
The Office of Presidential Correspondence

Thursday, September 14, 2017

THE USA MIGHTY EMPIRE, AND ITS GLOBAL GOVERNMENT EMPIRICISM; AGGRAVATED BY DEMOCRATIC METAPHYSICAL REGIME.

                                                     

Bananal, 11 de Frederico de 211      
Bananal, 15 de novembro de 2000
Rio de Janeiro - atualizado em 2017

THE USA MIGHTY EMPIRE,
AND ITS GLOBAL GOVERNMENT EMPIRICISM;
 AGGRAVATED BY
 DEMOCRATIC METAPHYSICAL REGIME.


Dentro desta colocação, cita Augusto Comte:


1)Viemos, pois abertamente libertar o Ocidente de uma democracia anárquica, de uma aristocracia retrógrada, para constituirmos, tanto quanto possível, uma verdadeira Sociocracia, que faça concorrer sabiamente, para a regeneração comum das forças, sempre aplicadas conforme a natureza de cada uma. Com efeito nós Sociocratas, não somos nem Democratas e nem Aristocratas. Aos nossos olhos, a massa respeitável destes dois partidos opostos, representa empiricamente, de um lado a solidariedade anárquica, e do outro, a continuidade retrógrada, entre as quais o positivismo estabelece profundamente uma subordinação necessária, que enfim, substitui o antagonismo deplorável que as separa. Mas se bem que, a nossa Política se eleve acima destas duas tendências incompletas e incoerentes, ainda estamos longe de aplicar à estes dois partidos correspondentes a mesma reprovação. Catecismo Positivista – Prefácio. Pagina 1 e 2 Versão Brasileira - 1934

2) ... Todos os positivistas, quer práticos, quer teóricos, devem agora se considerar auxiliares dos sacerdotes regeneradores, tomando puramente uma atitude consultiva, à titulo de conselheiros livres e gratuitos, de um governo que eles respeitam e consolidam, sejam quais forem as mãos em que resida; certos que às vistas do futuro, não podem ser acolhidas , por um poder que não tem suficiente lastro para o presente. Sem jamais dissimular que a opinião prepara o positivismo para o comando; nós devemos sempre reconhecer que o nosso aparecimento Político, exige a elaboração prévia da Opinião Pública, além da digna preparação dos nossos próprios estadistas; e que o poder deve nos ser livremente transmitido, por seus possuidores, quando eles sentirem esgotados, os seus recursos, contra a anarquia; toda eventualidade de elevação violenta, sendo o nosso respeito, absurda de fato, e alias contrária aos nossos princípios. Eu não desejei de modo algum, nem mesmo aprovei, os abalos de 1830 e de 1848 embora tenha tentado utilizá-los depois de sua realização; conduzindo-se assim, os positivistas deverão sempre prever as tempestades e primeiramente esforçar-se por preveni-las, depois por abranda-las, finalmente por utilizá-las; mas considerando como livremente associados aos governos ocidentais, sem nunca auxiliar posição alguma, cujo respiro involuntário; obterão entretanto, mais adiante, que nenhum partido os julgará , seus concorrentes ao poder. ( Correspondência Inédita, 2a série. Cartas à Hadery, carta de 10 de São Paulo de 68 – 29 de maio de 1856- paginas 340 a 341).

O Poder econômico e militar dos U.S, vem camuflando os diagnósticos dos seus próprios problemas sociais e morais, internos e externos, cada dia mais complexos, e mesmo assim, vem transmitindo ao Mundo a ilusão do Regime por eles adotados: A Democracia; que nos foi imposto em 1891, que vem nos iludindo até hoje, bem como aos mais ditos preparados(! Ano de 200), como Presidente da República, Ex.mo Sr. Fernando Henrique Cardoso, que é considerado ilustre PhD e Doutor, em Sociologia. Mas como é liberalista e Entreguista, soma com os Oligarcas e Banqueiros - e não sabe governar para crescer uma Classe Média consumidora, para minimizar os Milionários não Progressistas e os Miseráveis, dentro de um Capitalismo Policiado pelo Estado e não pelo dito Mercado Financeiro e sim pelo sistema keynesiano,    https://www.youtube.com/watch?v=j12QIWbVT-k   e  agora vejam  o período de dois governos  do PT, com Lula   https://www.youtube.com/watch?v=CoLZCDuTqgA  para verificar a grande diferença -  LULA É UM ESTADISTA, SENDO PERSEGUIDO POR UM JUIZ AMORAL.

Esta influência da Escola de Chicago está sendo aceita por todos os níveis da intelectualidade atualmente reinante, e do poder Político de todas as Nações, pelos reflexos da riqueza material($) lá reinante; mas se esqueceram que todas as civilizações para poder se manter, necessitam de um equilíbrio entre os pés do tripé, do Tesouro Material($), do Intelectual Científico e do Moral de seu povo e de seus Governates; e me parece que ao mesmo tempo se esqueceram de ler as obras dos grandes vultos da Humanidade, que se preocuparam em analisar de forma científica, estes problemas, que não surgiram hoje, mas vem se arrastando a muito tempo.

Por ter assistido esta semana em um canal de televisão, uma repórter, que ao dar notícias à respeito de um Congresso Internacional de Defesa da Democracia, que se realiza aqui no Brasil; citando como sendo de Aristóteles, que o Regime Democrático era o melhor para a Harmonia dos Povos; provocou na minha pessoa, uma vontade de esclarecer o erro cometido, por esta profissional; por isso, resolvi parar momentaneamente de escrever o meu segundo Livro, que versa sobre a Ciência Moral Positiva, que somente faltam os capítulos da Teoria da Atividade e da Conclusão; para rever, em dois dias, o 1o , 2o e 3o Livro da Política de Aristóteles, bem como a Constituição de Atenas, do mesmo autor, que nasceu em 384 a.C., e que era elogiado por Augusto Comte, como o Príncipe dos Filósofos; objetivando desta forma, lembrar dos detalhes, pois tinha certeza, que Augusto Comte também afirmara, que Aristóteles dizia que a Democracia era o Caos; e de mais à mais agora, conjugada com o Sistema Econômico Capitalista, altamente egoísta, vem tomando uma forma, monstruosamente ante social.

Para ficar mais didático, solicito que leiam A Política de Aristóteles, para que possam se posicionar nesta questão dos Regimes, muito bem, exemplificado por este Grandioso Vulto da Humanidade; e continuarmos nossa exposição, por com análise mais científica, por meio das Ciências Sociologia e Moral Positivas, e ao mesmo tempo, solicitar às classes dominantes, para  seu próprio bem e de seus filhos, que se libertem da metafísica democrática, para buscar, em um estudo científico da história, o guia do empirismo governamental. Somente assim a Política cessará de ser um jogo de cobiça e de ambição, e tornar-se-á uma arte impulsionada pela Moral Positiva e estabelecida pela Razão; como já havia dito José Bonifácio de Andrada e Silva, nosso Patrono da Independência, que a "Sã Política é Filha da Moral e da Razão".

Vamos primeiramente lembrar, no que tange à este assunto, dos ensinamentos de Augusto Comte, sobre as verdadeiras causas dos males agora tão dolorosamente destacados, bem como o único remédio que tais situações patológicas sociais e individuais, podem comportar.

As regras da Globalização Econômica atuais, que não deixam de ser uma Constituição Global, é o resultado de um acordo conseguido, em certo momento, entre os poderosos economicamente ativos e militarmente fortes, de alguns países, quase todos crentes que os fenômenos políticos não obedecem a leis naturais, superiores aos ditos "bem dotados" legisladores dos Bancos Centrais. Comandados pelo FMI na ONU e pelo Federal Reserve System dos US, pois que em certos instantes, dispõem de Poderoso Exército, e pensam que podem modular à seu bel-sabor, a vida dos povos.

Basta no entanto considerar o conjunto da história, para se reconhecer que nenhum poderoso País, conseguiu até hoje prevalecer seus planos indefinidamente; bem como os seus próprios planos internos; vide o estado que se encontra a Nação Peruana, com o atual Ditador Retrogrado, que acaba de fugir para o Japão.(2000)

É portanto evidente, que quando aparece uma dificuldade política, o que solicita com urgência, não é simplesmente saber o que foi que as Regras Legais Internacionais Comerciais ou não, ou a própria Constituição do País e demais legislações, determinaram para que ocorresse o caso, suposto que este caso haja sido previsto.

O que urge, é saber segundo as Leis Naturais, que dominam a sociedade humana, qual a solução que o caso terá fatalmente, em futuro mais ou menos próximo.

Neste intuito, antes de tudo cumpre insistir na necessidade inadiável de libertar, da metafísica democrática, o empirismo governamental, que já devia ter sido amplamente esclarecido pela crudelíssima experiência dos 600 anos da revolução moderna; e principalmente dos últimos grandes conflitos dos século XX. Assim por força deste tempestuoso Passado, todos os princípios da teoria científica sociológica, que dão apoio à Arte Política, para torná-la menos empírica e mais sistemática, por ter sido finalmente instituída por Augusto Comte, baseado nos seus ilustres predecessores, desde Aristóteles; e que estão disponíveis aos Verdadeiros Estadistas Cultos e Moralmente Intencionados; bem como, ao Bom Senso Vulgar do Proletariado.

Para compreender mais objetivamente, o que foi dito, no parágrafo acima, no campo mais objetivo; vejam como era a Arte Médica, que foi empírica e hoje é sistemática, devido ao apoio recebido da evolução das Leis das ciências Matemática, Física, Química, e principalmente da Biologia.

Por que não dar crédito às Leis Sociológicas e Morais Positivas percebidas por Augusto Comte, e já amplamente comprovadas; no entanto desconhecida, hoje em dia, da maioria, afim de se compor um entendimento menos violento, por meio de uma Sã Política?

Deixemos a resposta, para vossa inteligência, gerar raciocínios, por influencia sentimental Altruísta e de base não teológica e nem metafísica, para prosseguirmos com o embasamento científico, que provavelmente lhe dará subsídios para responder esta questão, ao final desta leitura.

Por outro lado, a Sociedade em seu conjunto, está diretamente interessada em que a conduta governamental se regularize por tais princípios, sem saber, lutam para por em prática as leis naturais sociológicas e morais ; no entanto apenas um pequeno número de infelizes, por tendência natural ,isto é, por índole, ou pelas más sortes do contraproducente, isto é, do negativismo; e do cepticismo sociais e morais, que pensam lucrar com a continuidade dessa desorganização social, que lhes proporciona uma fatal influencia em nossos dias de hoje.

O que mostra cada vez mais, da necessidade das intervenções regeneradoras.

Por ser o vicio fundamental da metafísica democrática; sem os inevitáveis corretivos espontâneos da sabedoria sacerdotal, o mesmo do teológico, de onde ela nasceu historicamente e dogmaticamente; e que este vicio, consiste em supor que os fenômenos políticos e morais são unicamente resultantes de Vontades; como pode ser visto, pelos raciocínios de cunho teológico, onde se atribui estas vontades aos entes sobrenaturais, Deus, deuzes, anjos, Santos, etc. e secundariamente aos Homens; ao passo que a metafísica democrática, nas suas imensas nuanças, oferece desde a concepção, até à doutrina das vontades, puramente humanas, sem nenhuma intervenção do sobrenatural; mas no entanto, sem nenhum fundamento de lógica cientifica, oscilando segundo o interesse do poder material, entre o teológico e o científico, para tapear o povo em suas eleições .

Seja como for, no conjunto das Idéias que geram os Pensamentos dos Democratas, impera o preconceito de que a Sociedade é o resultado das Vontades arbitrárias dos indivíduos, e por isso, a Sociedade pode ser organizada, segundo as combinações dos pensamentos das pessoas, maiores de certa idade. Tal é a quimera, que tem presidido à confecção das diversas Constituições Políticas, quer monárquicas, quer republicanas; bem como as aplicações de tais Constituições ao curso dos acontecimentos sociais. E em contrapartida todas as calamidades políticas, que surgem, são invariavelmente atribuídas aos defeitos das vontades que organizaram as Constituições, ou a falta de sua observância, em virtude da má vontade dos executores, tanto dos governantes como dos governados.

Assim a Sociedade continua exposta aos cegos manejos das classes dominantes, e as reações , não menos cegas, dos dominados, lutando contra a preponderância das Leis Naturais, que os vão implacavelmente esmagando e determinando a evolução humana de forma revolucionária.

Já é tempo, de a muito, de se ter saído desta rotina, para iniciar uma vida pacífica, segundo o criterioso empirismo, de que são exemplos as outras Artes; principalmente a Medicina que muito evoluiu, devido a Ciência Biologia, a Química, a Física, a Astronomia e a Matemática; e a Arte da Educação, que vem tentando com seu esforço, algo para o bem da Sociedade, mas que ainda peca por ter que apoiar a linha do egoísmo. Falta a Arte do direito, ser subordinada pela Arte dos DEVERES. De fato por toda parte , desde as Ciências Matemática até a Ciência Biologia, já se reconheceu que a intervenção voluntária, deve-se subordinar-se ao conhecimento das Leis Naturais, peculiares a cada Ciência, desta parte da Cadeia Enciclopédica.

Por isso, em vez de serem decididas por Assembléias, mais ou menos numerosas, provenientes de sufrágios mais ou menos abundantes, quer masculinos, quer femininos, tais Leis Naturais, são descobertas pelo bom senso vulgar, nos casos mais simples; e pelos GÊNIOS, espontaneamente surgidos da evolução da Humanidade, segundo as oportunidades históricas, com relação aos casos mais complicados.

Desta forma , a Lei Natural não exprime a vontade de nenhum Ser natural ou sobrenatural; a Lei Natural, traduz a ligação oriunda dos fenômenos ou atributos entre si; isto é, conforme a modéstia ponderação de Arquimedes : a Lei está na Natureza, onde segundo, o bom senso vulgar ou o Gênio à encontram e à agarram, como se encontra, e se apanha tudo quanto realmente existe entorno de nós.

As Leis Naturais mais complicadas, no que se refere a sua descoberta pelos Gênios, podem depois ser constatadas pelas inteligências ordinárias, como as nossas.

Esta necessidade de também subordinar na Política, as Vontades às Leis Naturais, não podia ser reconhecida antes da descoberta das Leis da Evolução Social, - descoberta esta, realizada por Augusto Comte, em abril de 1822; e que muitos poucos tem conhecimento, até hoje.( Vide Anexo II)
Pois, até aquela época, não se concebia Leis Naturais nos fenômenos Políticos ( Sociológicos) e Morais; que necessitam muitas das vezes, de muito tempo, para provarem a sua veracidade.

Mas infelizmente, as descobertas de Augusto Comte, sofreram grandes distúrbios, pelos imorais, que desejam até hoje continuar levando vantagens sobre os demais, propagando de forma destorcida, os sábios ensinamentos do Mestre dos Mestre, que são de difícil acesso e complicada redação.

Mas espero atualmente fazer elevar o Positivismo, com estes artigos, que tenho escrito, pois a superioridade científica de Augusto Comte já foi confessada, por muitas personalidades do Passado, que ocuparam os mais elevados cargos nas academias oficiais, da época; que foram combatidos pelos metafísicos e teologistas; no entanto, não é lícito persistir, em agirmos à cegas, como fizeram os nossos antepassados e estão fazendo os Grande Poderosos do Grupo dos 8, que aconselham Políticas desastrosas, para a nossa geração e para o futuro do Mundo Terráqueo.

Urge, pelo contrário, tornar a Arte Política, não mais empírica, e sim sistemática, isto é, esclarecida pela Ciência Sociologia, se tornando assim uma Sã Política; como já é hoje em dia a Medicina, com base nas Leis da Ciência Biologia; mas como a Política trata de fenômenos, cuja observação das Leis Naturais Sociais Fundamentais, acham-se ao alcance do bom censo vulgar; sem necessitar de outra preparação, alem da que resulta da vida cotidiana; por isso, a única dificuldade é afastar as perturbações lógicas do egoísmo e dos preconceitos metafísicos.

Hoje, já podemos constatar sem nenhum esforço, onde o amor universal , assistido pela fé demonstrável, isto é, pela ciência positiva, vem dirigindo a atividade de forma pacífica, onde as vontades são sistematicamente empregadas, apenas para completar, "os parâmetros" das Leis Naturais. Isto é inevitável; pois, por maior que seja o número de Leis Naturais descobertas, existirão sempre muitas delas que são e serão eternamente ignoradas. Nesses casos, para nós Positivistas, o fato de serem ignoradas eqüivale a não existência, e se é desconhecida, não há condição de se efetuar qualquer previsão.

É bom lembrar que o desconhecimento das Leis Naturais, refere-se progressivamente as Leis mais secundárias, como pode ser constatados por todos os que estudam as ciências positivas ( que possuem simultaneamente todos os atributos : real, útil, certo, preciso, orgânico, relativo e social) ou as que refletem nas aplicações tecnológicas das Industrias.

Estando finalmente e felizmente já descobertas, as Leis Naturais Principais, em todas as categorias de fenômenos, desde a matemática até aos Políticos e Morais, a intervenção das Vontades Cegas, deverão sempre ser cada vez mais secundárias.

Sentir-se-á melhor o alcance desta ponderação, quando notamos que as Principais Leis Naturais Sociológicas , já descobertas, permitem demonstrar que, em virtude da existência natural do Altruísmo, bem como da espontânea harmonia geral entre a Humanidade e a Terra, devemos fazer sempre prevalecer sistematicamente as Vontades Simpáticas, adotando por toda parte a hipótese mais simples, que o conjunto dos dados adquiridos vier comportar.

Examinando à luz destes princípios a situação dos USA, dos demais do G-8 e da Globalização econômica, com suas influencias em todos demais Países, é fácil de constatar as grandes desgraças, que todos nós lastimamos, que tem hoje sua origem, nas sugestões egoístas, fornecida pela Metafísica Democrática.

São estas sugestões egoístas e essa metafísica, que levam não somente, os Governantes à construir o amparo cotidiano da Política, um individualismo favorável às mais monstruosas manifestações de cobiça, de destruição, de orgulho, e de vaidade.

Por isso, enquanto as camadas dominantes e conservadoras, não se decidirem, por um lado Moral Positivo, para buscar inspirações, no verdadeiro Sentimento de Fraternidade Universal, que logo conduz, ao escrupuloso defeito de todas as liberdades civis, no interior das Pátrias e na Paz Mundial, entre as Pátrias; e, por outro lado, emancipar-se mentalmente da Metafísica Democrática; não conseguindo desenvolver-se, para este lado, ocorrerá, que todos os povos serão sempre vítimas da mesmas desgraças.

A Constituição, da Maioria das Nações, tem demonstrado, por uma dolorosa fatalidade, do predomínio político oficial dessa metafísica democrática. Mas semelhante predomínio achou-se imensamente aliviado pelas realidades já suficientemente reconhecidas; ou captadas empiricamente, segundo os nossos antecedentes católicos e revolucionários; ou sistematizadas pelos ensinos de Augusto Comte.

Normalmente são as Constituições, um agregado heterogêneo, onde as quimeras metafísicas, contrárias à Sã Política, à Moral, e à Razão, se misturam aos mais preciosos frutos da sabedoria secular da Humanidade, resumida no Catolicismo e no Positivismo; onde certas partes das Constituições se tivesse sido respeitado às Leis Naturais, e, em outras partes tivessem violado estas mesmas leis; quando se pusesse este aparelho em atividade, com absoluta certeza, prevaleceriam totalmente, as Leis Naturais; vindo acarretar a anulação das disposições arbitrárias ou imperceptivelmente, determinando as desordens e os conflitos.

Assim examinando cientificamente as Constituições (Vejam o Preambulo da Constituição Societocrática Republicana, para nosso Futuro - http://sccbesme-humanidade.blogspot.com.br/2012/07/suggestion-of-universal-constitution.html ), reconhece-se que elas respeitam as Leis Naturais, nas disposições que decorrem da Fraternidade Universal, como ligando livremente todos os Homens, quaisquer que sejam, e que garante portanto, a Ordem (Patronal) e o Progresso (Proletário).

Nas Relações Internacionais, estas disposições fizeram reduzir substancialmente as Guerras de Conquistas e já deveriam ter sancionado a extinção de todo o espírito militar, proclamando o pleno arbitramento. Isto já vem ocorrendo mais intensamente, depois da criação da ONU, com a Corte Internacional de Justiça, em Haia, na Holanda.

No entanto, os USA se acham hoje com o direito de intervir militarmente, em qualquer Pais, para intervir nos seus conflitos internos, se achando possuidor de um poder moral que realmente não lhe é peculiar. Em outros cantos do Mundo, como no Oriente Médio, o conflito entre Judeus e Palestinos, provam a total descumprimento das Leis Naturais, quando os Israelenses, invadiram as terras para aumentar o seu território; em vez de conquistá-las pacificamente com uma convivência industrial harmônica, com os povos de origem muçulmana, que lá já viviam à mais tempo. http://palacazgrandesartigos.blogspot.com.br/2016/01/ii-country-perplex-with-itself-em.html  COMPLEMENTANDO - A ESCRAVIDÃO MODERNA  http://palacazgrandesartigos.blogspot.com.br/2017/09/a-escravidao-moderna.html

É bom lembrar que as pessoas que acreditam em DEUS, "abrem dentro delas" , ou melhor desenvolvem dentro delas, de forma subjetiva, a idéias que redundam em pensamentos, onde impera a arbitrariedade ( opinião que não é respaldada por uma Doutrina Científica) . Desta forma acontece os conflitos; não tendo como argumentar, apela para violência verbal e depois corporal, iniciando por duplas humanas, e depois por comunidades, até chegar aos conflitos dentro e fora da Nação. Por isso, tanto os Católicos, os Protestantes, os Judeus e os Muçulmanos, vivem em constante conflito entre eles. Pois a luta entre Doutrinas Absolutas, cujos Dogmas não são demonstráveis; a única forma de fazer prevalecer uma sobre a outra, ao que diz respeito aos seus princípios ou Leis Sobrenaturais, é a forma Violenta; é a agressividade de uma em relação à outra. Para melhor sentirmos os que acabamos de expor, vide os Protestantes no neo-liberalismo religioso, do Livre Arbítrio. Como a Bíblia é um livro vago, deixa a pessoa ter a condição de interpretá-la ao seu modo; criando uma série de Facções Protestantes; gerando logicamente uma serie de conflitos dentro da própria Família, na Pátria e na Humanidade.

Nas relações internas, das Pátrias, estas disposições deveriam reconhecer:
1) As liberdades civis, bem como as instituições domésticas, que asseguram a plena separação entre o Poder Temporal e o Poder Espiritual.
2) As liberdades civis, que garantem a Liberdade Industrial, salvo as restrições metafísicas, quanto a liberdade Bancária e as liberdades de testar e adotar.
3) A preponderância da vida pacifico-industrial e a extinção futura do militarismo, tornando as funções militares, quase tão livre como as funções Industriais ; o que implicaria na substituição da disciplina militar forçada, pela livre subordinação, já habitual na atividade Industrial.
4) O regime Presidencial, em vez do parlamentarismo, isto é, a supremacia efetiva do Presidente da República, sobre os chamados poderes legislativo e judiciário, apesar da desastrada proibição da dissolução do parlamento.
       5) O Regime Federativo, para conciliar livremente a união histórica do povo,         de cada País, com a Independência Política das Pátrias em que este povo já se         divide e tende, fatalmente, cada vez mais à dividir-se.

Cumpre notar, que normalmente, as Constituições, menosprezam as Leis Naturais, com metodologias inspiradas na metafísica democrática, e a este respeito podemos citar:

1) A concepção absoluta da Obra Política, tem legislado, como se o povo fosse soberano, isto é, como se tudo dependesse da sua única vontade. Ignorou-se que não há nenhum Ser Soberano, nem os Homens, nem a Famílias, nem as Pátrias, nem a Humanidade; todos os Seres conhecidos dependem uns dos outros, segundo uma hierarquia regida por Leis Naturais, que o exame científico permite descobrir.
Além disso, os triunfadores do momento, julgaram-se como se fosse os órgãos absolutos desta soberania; de sorte que normalmente, desde o primeiro artigo, decretam para a eternidade do povo, como se as suas vontades fossem capazes de encadear o futuro.

2) As formas místicas de eleição, ditadas pelo sistema democrático, que como sabemos, nasceu entre as populações militares, sobretudo gregas e romanas ; logo depois da ruptura da civilização teocrática, onde todas as funções eram preenchidas segundo a hereditariedade de nascimento; tratava-se então de pequenas populações, nas quais o processo eleitoral se concentrava, em um diminuto numero de homens livres, - os guerreiros, - e a massa industrial sendo composta por escravos, em geral os vencidos.

As funções governamentais e a capacidade delas serem essencialmente militares, eram extremamente fáceis de apreciar, em conseqüência do caráter rudimentar da guerra, que destacava aos olhos de qualquer guerreiro, o mérito pessoal em relação aos demais. O próprio interesse individual de cada um , estimulava a escolha do militarmente mais digno.

Mas a medida que a sociedade foi se estendendo, por meio da conquista, os inconvenientes do processo eleitoral, foram também sobressaindo; de sorte que na última fase da civilização conquistadora, peculiar à antigüidade, durante a ditadura romana, surgiu a hereditariedade Sociocrática, para substituir o processo eleitoral, isto é, os Imperadores foram levados à escolher livremente os seus sucessores, sendo a escolha sancionada pelo exército, isto é, a massa ativa dos homens livres.

Foi nesta época, e devido a este regimen, que o mundo romano forneceu os seus melhores chefes, entre os quais, sobressai Trajano.

Nota-se que nesta época, o regimen industrial e pacífico sob o ascendente do amor universal, se anunciava com o desfecho natural da evolução greco-romana.

Todos conhecem o célebre conceito : Sou homem e nada de humano reputo alheio à mim. Eis o que explica a repulsa do teologismo católico, que estava nascendo, pelas melhores almas, teóricas e práticas, do mundo romano.

.. Augusto Comte sita , "que nem Tácito e nem Trajano, poderiam prever, que durante alguns séculos, a sabedoria sacerdotal, auxiliada por uma situação favorável, havia de conter suficientemente os vícios naturais de tais doutrinas , para delas tirar, provisoriamente, admiráveis resultados sociais". Catecismo Positivista - Prefácio

Espero que esta recordação histórica, tenha agradado ao leitor, a cerca da origem e do caráter transitório do processo eleitoral, acha-se confinada pela apreciação abstrata de uma instituição, onde os votos, isto é, as vontades se contam e não se pesam ; onde o segredo faz surgir a irresponsabilidade e a covardia cívica, em condições de crédito, para a sabedoria na investidura das mais elevadas funções !...

O que antecede, mostra que aplicados aos casos complicados, peculiares aos povos modernos, o regimen eleitoral será quase sempre prejudicial, à maioria dos elementos de uma sociedade.

O Orgulho dos chefes temporais, não consente que eles cedam, senão a outra força material superior, a menos que os dominem, o prestígio Moral da Mulher, ou o respeito pelos teorístas, aliás, verdadeiros ou falsos; é o que se acha exuberantemente verificado a mais de um século, pelo conjunto das aplicações eleitorais, em todo o Ocidente.

Mas a obsessão democrática, pretende explicar os vícios inerentes ao processo eleitoral, atribuindo-os à falsificação do processo; tentando-se por isso, eternizar um regimen só favorável às intrigas das mediocridade ambiciosas, inventando mistificações sobre mistificações, em busca de uma pureza eleitoral impossível de ser atingida.

Resulta deste estado Moral e mental, dos revolucionários que atualmente representam o governo Temporal, isto é, a força material predominante, mais ou menos em todo o Ocidente, e especialmente nas Repúblicas; que em nossos dias, seria impossível organizar a Sociedade, sem de alguma forma, fazer concessões ao preconceito eleitoral.

Pois se a metafísica democrática é uma quimera, ela caracteriza não menos realmente uma certa situação dos espíritos ativos; e para agir sobre os homens, cumpre tomar em conta, as crenças quaisquer, reais ou fictícias, que determinam os seus sentimentos e atos ou influem sobre tais sentimentos e atos.

Mas, sinceramente reconhecendo e lamentando semelhante fatalidade é necessário proceder, em relação a metafísica democrática, como fizeram em relação ao teologismo – Católico Feudal, as grandes naturezas sacerdotais.

Sempre dominadas pela preocupação do Bem Público, os Dignos Sacerdotes, sentindo empiricamente, em si mesmos, e nos outros, o predomínio as Leis Naturais, Políticas e Morais, foram levados à compreender as regras divinas como destinadas à sistematizar os resultados da sabedoria prática, conforme os tempos e os lugares.

Por isso, é necessário levar em conta, da mesma forma ,que em relação à metafísica democrática, subordinando as concessões feitas à crendice eleitoral, ao mínimo possível, em virtude do conjunto das Leis Naturais, Políticas, e Morais, já concebidas pela população dos Ocidentais, e especialmente pelos realmente Republicanos.( Bem Público)
A primeira dessas leis naturais é a fraternidade Universal, desprendida de quaisquer motivos sobrenaturais. Este princípio supremo logo permite compreender a eliminação do espírito militar e o conjunto das liberdades civis e políticas, características da verdadeira República, bem como as instituições adequadas para garanti-las.

3) Outro resultado do predomínio Político da Metafísica Democrática, consistiu na estranha instabilidade e na quimera da divisão do Poder Temporal , em Poderes Chamados de : Legislativo, Executivo e Judiciário, proclamados harmônicos e independentes entre si, e os órgãos da suposta Soberania Nacional !...Nem se quer se refletiu que esses três poderes, habitando em homens , os conflitos das vontades seria fatal, e que portanto, cumpria adotar um expediente para pacificamente resolver tais conflitos; entretanto, o bom senso vulgar indica, como experiência Ocidental, duas alternativas: ou o Arbitramento; ou a dissolução dos parlamentos e tribunais pelo Poder Executivo; ou a formação de um Conselho com os principais órgãos dos tais três poderes, com as decisões sendo ai tomadas pela maioria...

Examinando com bom senso vulgar e com o critério cientifico, que não deixa de ser o prolongamento deste bom senso vulgar, reconhece-se por toda parte, que na Sociedade, o Governo Temporal surge, do predomínio da força material, de um certo grupo de homens, representados por um Chefe.

Para que este grupo seja constituído, são necessários alguns sentimentos e conjunto de idéias comuns, alinhavando pensamentos harmônicos dos seus membros; tal grupo supõe portanto, condições morais e intelectuais, alem da força material do número e da riqueza. No entanto, o que o fazGoverno Temporal é a força material que o grupo dispõe, e mediante a qual, suplanta os grupos rivais.
Se isto é incontestável, quando existe uma Religião unanimemente aceita, como aconteceu na Idade Média, com o Catolicismo, no Ocidente; mais evidente se torna nas épocas da anarquia moral e mental, como a que estamos vivendo hoje, e orquestrada pelos USA, apoiada no G-8.

Podemos notar agora, que seja qual for a perfeição, a que se possa Moral, Intelectualmente científica e Industrialmente Tecnológica, conceber ter a Sociedade atingido o seu estado de desenvolvimento Social Pacífico, jamais esta poderá subsistir sem o Governo Fundamental da Força material; pois esta força material decorre da subordinação Objetiva dos fenômenos Morais e Intelectuais aos fenômenos materiais ou Físicos.

Aliás, a Lei Natural Universal atesta que; por toda parte os fenômenos mais nobres são subordinados aos mais grosseiros.

Portanto quando se examina cientificamente a Sociedade, leva-se em conta que o Governo Temporal baseia-se na força material, isto é, na combinação do número com a riqueza, ou porque o número conquiste, ou porque a riqueza obtenha o apoio do número.

Isto apresentado, patenteia igualmente o mesmo exame positivo que os Chefes Temporais, representantes quer do número, quer da riqueza, são fatalmente modificados, como os demais homens, já pelo prestígio moral peculiar à Mulher, já pela autoridade Espiritual, pelo Sacerdote, inerentes aos teoristas. E ainda mais, por toda parte se observa, que o sexo feminino e a população proletariada tendem a se unir com a autoridade espiritual – Sacerdote – constituindo a Opinião Pública, para moralizar e racionalizar o fatal domínio da Força Material ( Patronais).

Em resumo podemos dizer, pela observação da Sociedade, que nos revela, que a existência humana, individual ou coletiva é dirigida por quatro Providencias ou Acontecimentos Felizes :
  1. O Prestígio Moral do Sexo Feminino.

  2. A Autoridade espiritual dos Teorístas. 
  3. A Força Material dos Chefes Práticos.
  4.  A Reação Geral do Proletariado.
Logo para se organizar uma Sociedade, Moral e Racionalmente, cumpre empregar estas quatro Providências, segundo a sua própria natureza, não segundo às nossas fantasias ou os nosso desejos.

Desta forma, como ocorre na Indústria, não temos que discutir se a gravidade, o calor, a luz, a eletricidade, são um bem ou um mal, e sim empregá-los em benefício da Humanidade, segundo as suas Leis Naturais, que o bom senso ou os gênios descobrem; assim também na Política e na Moral, não temos mais que discutir, se são um bem ou um mal às Potências que fatalmente dirigem a Sociedade e o Homem. O que realmente e somente nos cumpre é empregar essas Potências Sociais, segundo as Leis Naturais que às regem, Leis que o conjunto da evolução empírica da Humanidade patenteou; é nisto que consiste a nossa FELICIDADE e o nosso DEVER; NÃO É NADA COM OS DIREITOS DIVINOS E DIREITOS HUMANOS; E SIM COM OS DEVERES COM O INDIVÍDUO, COM A FAMÍLIA, COM A PÁTRIA E COM A HUMANIDADE. Vide artigo de Pierre Laffitte SOBRE O CONSELHO MORAL DA ONU, sistematizado por P. A .Lacaz.- http://www.doutrinadahumanidade.com/artigos/conselho_moral_onu.htm já enviado à UNESCO, para apreciação; e até hoje nenhuma substancial resposta . Como podem agir assim, os que se dizem querer acertar pela Paz, serem tão egoístas, que nem tempo de ler possuem ! ou externar: mas não entendemos ou nada enxergamos .. etc. Será que não perceberam que existe lógica científica no exposto ? Talvez o Orgulho, a Vaidade ou o medo de perder o emprego, lhes tenham tornados cegos e surdos.

Infelizmente a Metafísica Democrática jamais permitiu e jamais permitirá atender à estas Leis Naturais, por isso, Senhores Grandes Mandatários Temporais do Mundo, os revolucionários ao abstrair dos grosseiros incentivos, que oferece esta organização metafísica, que pretende esfacelar, o seus próprios Governos, por um numero enorme de indivíduos.

Que programa mais sedutor, é este, elaborado para Homens vulgares e ambiciosos, criando um regimen, que institui uma multidão de legisladores e juizes, muito bem remunerados, gozando de quase todas as imunidades, e dotados de faculdade para criar todas sortes de embaraço !?

Isto tem ocorrido, em nossa Sociedade, devido a grande proliferação da Classe Burguesa, abandonando as profissões de Proletário; e simultaneamente devido a anarquia Industrial e Espiritual, expondo o Proletariado à miséria.

A experiência tem demonstrado, que a posse do Poder e da Riqueza, salvo as naturezas mais infelizes, tendem a despertar os sentimentos Altruísta, desde que esta posse tenha estabilidade, e se circunscreva aos limites definidos ou determinados pelas Leis Naturais; compreende-se que assim seja, porque os instintos Altruístas, que existe em ação ou potencialmente ocluidos, pela má Educação, em todos os seres humanos; e temos certeza que ninguém faz o mau por gosto; e por outro lado, cada um tende à fazer o bem, quanto mais for o seu poder Sentimental Altruísta.

E em segundo plano, podemos buscar no empirismo vulgar, que já patenteou, que o bom desempenho das funções, exige exercício; de sorte que um funcionário deve ser mantido no seu cargo, enquanto não se manifestar que é incapaz de exerce-lo. Ele mesmo sentirá que está prejudicando os demais de seu grupo, não só pela perda de produtividade materiais do grupo, e também, principalmente devido às razões morais. Desde que seja educado, desde criança, neste sentido. Sentirá vergonha, e será aproveitado em outro nível da organização; jamais será despedido, pois não será tratado como custo, de uma planilha escravagista; o sistema não será Capitalista Democrático Metafísico e sim Trabalhista Sociocrático Científico.

Portanto, como diz Augusto Comte, é preciso substituir o sistema de dúvidas da Metafísica Democrática, pelo Regimen Positivo da plena confiança e inteira responsabilidade social, e não somente como hoje em dia, materialmente lucrativa e capitalista , por lucrativa e trabalhista – Onde o Capital tenha a sua Origem e Aplicação no Social.

Dentro deste espirito, cumpre determinar em primeiro lugar, reduzir o Poder Temporal, ao caráter que lhe é peculiar, de órgão da Força Material, sem fraudulência alguma, quer da autoridade Espiritual, quer do prestigio Moral. Tal é o conjunto das liberdades civis e políticas, que asseguram a separação entre o Poder Temporal e o Poder Espiritual, e garante a liberdade Espiritual. Mas a Plenitude do Poder Temporal, deve ser outorgada aos Chefes Práticos - Patronais, enquanto forem aptos, isto é, enquanto possuir o Mérito, para ficar na Função. ( Capacidade, Competência, Situação e Altruísmo; sempre mantendo a Ordem e promovendo o Progresso – Aconselhados pelos Sacerdotes, para evitar serem milionários e virem a criar miseráveis; visando desta forma, bloquear a ganância da luxúria)

Após esta exposição, podemos dizer que os chamados Poderes Legislativo e Judiciário são atributos de coerência de qualquer das Potências Sociais, salvo os modos próprios de cada um; pois que a ação supõe a apreciação. Assim o Poder Temporal não é competente para legislar e julgar nas questões Espirituais e Morais; quer se trate do Executivo, quer se trate do Legislativo, quer se trate do Judiciário, - caso mandem, legislem ou julguem, nas questões Espirituais, ou nas questões Morais, praticam um Ato de Tirania.

Por isso é bom lembrar, que as Constituições são tão incapazes de conceder-lhes autoridade legítima para tanto, como de torná-los Sábios ou Santos.

Neste momento no Brasil, estamos vivendo uma Tirania do Judiciário, em intervir em um assunto de ordem Moral, que é da alçada Sacerdotal, cujos Sacerdotes de Todas as Religiões, deveriam ter aconselhado, um desabono, para que seus fiéis, desligassem o Canal de TV da Globo e quejandos, na hora desta novela; enquanto a Direção da Rede Globo, insisti-se em manter o elevado grau de amoralidade, que estava sendo propagado, por uma Educação Inadequada à Sociabilidade; em função do alto nível egoísta dos lances teatrais, deseducando a desestruturação da célula Familiar; levando-nos à mais conflitos sociais. Estes Diretores tomam estes rumos, não intencionalmente, para provocarem conflitos sociais; no entanto devido o aguçar dos exemplos egoístas da novela, usam da melhor "maquina de educação" para transformar o povo em estado agressivo, de destruição da célula familiar.

Mas hoje em dia, a maioria das seitas religiosas, estão somente afim de ganhar dinheiro, e não de primeiramente tratar dos assuntos espirituais e morais dos seus rebanhos. Deveria ter sido delas, iniciativa de tal ação; ai tenho certeza, que a Direção da Globo, não entraria na Justiça contra as Igrejas, e o assunto estaria sanado, de um dia para o outro. Os atuais Sacerdotes já esqueceram o seu Poder Moral; hoje financiam as campanhas eleitorais, se candidatando à cargos eletivos, no Governo temporal; assunto que não tem nada haver com eles : Outra Tirania; a Religiosa ou Sacerdotal.

O Poder Temporal só é competente para mandar legislar e julgar nas questões diretamente relativas à manutenção da ordem material, e a livre sistematização berçária da existência doméstica.
Os Chefes Temporais, colocados dentro da sua esfera de ação , deve ser dado à eles a segurança plena de suas funções : Executiva, Legislativa e Judiciária, ou pelos órgãos de sua confiança, enquanto possuírem Mérito para tal função.

No entanto, para Moralizar efetivamente os Órgãos do Poder Temporal, só existem as Resultantes dos Pensamentos Individuais = Consciência Individual, e a Opinião Pública. Essa Opinião Pública manifesta-se pelos seus órgãos naturais, quer doméstico, quer cívico, quer universais, e não mediante as combinações quiméricas da metafísica democrática.

A plena eficácia dessa reação moralizadora, da consciência individual e da opinião pública, supõe a existência de uma doutrina universalmente aceita. Mas, mesmo nas épocas de anarquia moral e mental, a influencia da consciência e da opinião pública faz-se sentir, a propósito dos problemas que o empirismo político vai fazendo surgir.

Como podemos deslumbrar, ao examinarmos a Sociedade, é que ela tem se desenvolvido, de forma empírica, demonstrando que a organização do Poder Temporal, conforme acabamos de indicar, segundo as Leis de nossa natureza individual e coletiva, apesar do sofrimento, em ter que suportar a influencia metafísica democrática, durante esta sua trajetória; vem, porque por toda parte, os Chefes do Poder Executivo, elegem e subordinam a si, as Assembléias e os Tribunais, enquanto estes mesmos Chefes possuem o apoio da Massa ativa e dominante, de forma predominantemente demagógica, gerando estes estados caóticos de desarmonia humana.

Não há dúvida, que até hoje, a consciência e a opinião pública, foram as causadoras das mudanças nas modificações das condutas do Poder Executivo, bem como dos Poderes Legislativo e Judiciário. De sorte que a experiência Ocidental demonstra o caráter quimérico das normas, que a metafísica tem demonstrado, para Organizar o Governo Temporal.

Como pode ser visto, este aparato constitucional, dos Três Poderes, só tem servido para perturbar a evolução, criando obstáculos à livre influencia da Opinião Pública , e a digna ação dos Chefes Temporais.

4o ) Finalmente o predomínio da metafísica democrática, conduziu e conduz a intercalar, na maioria das Constituições uma série de disposições incoerentes e favoráveis:
4.1 - às usurpações das funções Espirituais e Morais,
4.2 - às infrações da liberdade Industrial,
4.3 – ao desconhecimento do verdadeiro caráter e destino do regimen federativo,
4.4 - à persistência das paixões e dos preconceitos militares

Por uma reflexão sumária, somos conduzidos imediatamente à reconhecer que o sentimento egoísta e quimérico das disposições inspiradas pela metafísica democrática, havia fatalmente determinar, estas grandes calamidades sociais; e há de continuar a produzir estas calamidades, enquanto não forem praticamente eliminadas.

Mas infelizmente, o estado de espírito reinante ainda no Ocidente, e agora perturbado no Oriente, nos indica que seria quase que impossível de uma vez só, induzirmos para que fosse executado uma reforma Constitucional para eliminar as quimeras metafísicas.

Concluímos, que para reparar suficientemente em nossos dias , os vícios políticos da metafísica democrática, de modo em determinar em futuro breve, a sua pacífica extinção , cumpre e é bastante que os verdadeiros Republicanos – investidos ou não das funções executivas, legislativas ou judiciária, apoiem se nas disposições reais de uma Constituição Federal, para adaptar as exigências da Razão e da Moral, em lugar das suas disposições quiméricas.

Desta forma, nos casos extremos dos conflitos políticos, quer entre os chamados três poderes; quer entre os parlamentares, serão resolvidos recorrendo-se ao arbitramento, que é o princípio Republicano inspirado pela fraternidade universal, para decidir, em falta das Leis Naturais, entre as vontades antagônicas.

Pôr isso, Senhores Mandatários deste Século XXI, vamos mais uma vez, alertá-los, que não são por falta de preceitos legislativos, mas sim por falta de Homens, que aproveitem, as Leis Naturais e os preceitos baseados nelas, em benefícios da Família, das suas Pátrias, bem como da Humanidade; que deveriam fazer parte das Constituições de todas as Pátrias.

Com base nestas considerações terminaremos dirigindo um apelo ao Presidente à ser eleito nos USA, que procure primeiramente salvar o seu País, para depois interferir nos outros cantos do Mundo; pois se não fizer desta forma é capaz de perder o seu poderio, devido a sua fraqueza Moral interna.

Dentro dos USA, encontramos o foco da fonte dos conflitos Mundiais; quantas seitas, quantas facções religiosas, quantos clubes de pederastas, de feministas, Ligas à favor do Aborto etc, que possuem pensamentos complemente diferentes, e provocam conflitos violentos; e ficam difíceis de serem aglutinados para o Bem da Família e da Pátria; ai só o dinheiro tem que ser a "liga", e normalmente sem o Moral caminha para destruição, provocando os grandes conflitos internos, como prova o recente problema da eleição Americana, para escolha do seu Presidente.

Sem mais para o momento, desejo-lhes,

Saúde, Respeito e Fraternidade,
P. A . Lacaz / Positivista
SCCBESME HUMANIDADE
Bibliografia :
  • Catecismo Positivista / Cartas/ - Política Positiva Augusto Comte – 1798 - 1857
  • A Situação Política Brasileira e a Verdadeira Política Republicana. – N 322 – Publicação da Igreja e Apostolado Positivista do Brasil. Raimundo Teixeira Mendes –1911

  • Política de Aristóteles 384 a.C.

FAMILY AND PERSONAL SECURITY.

Dear Mark Zuckerberg,

Good Morning!

                       Shabat Shalom - Baruch Hashem

   You are really extraordinary about this FACEBOOK technology, but I would like to warn you that WISDOM only comes with age and will depend a lot on the environment in which we relate because of the influence of the environment in which we live and supplementary information to those indicated by the Natural Laws of Sociology Science and Positive Theory Moral Science or Construction Science, or even known as Scientific Psychology.

Aristotle, who lived to 365 years before Christ already informed that the WISDOM only comes with the Age, so I want to alert you to a very important item, when it comes to you and your Family with Physical SECURITY, since the WORLD is unfortunately made up of highly dangerous and evil people, so you have to take proper care of yourself by showing your private life on the internet, as there must be evil people thinking about doing evil like you and your family.

Being you a person of pride and vanity at a relatively low level, where he is able to subordinate selfishness to Altruism, and at a young age, you are unaware that there are evil people in whom altruism is subordinated to "destructive" selfishness.

It would be wise to take care of these expositions, especially since they know that you are one of the 4 biggest millionaires in the world.

Take care of yourself and your family.

Hoping to be well understood,

Sincerely, I wish you,
Health, with Respect and Fraternity
            Shalom Aleichem
Paulo Augusto Lacaz - Goi Gadol
      SCCBESME HUMANITY

.PS: I am preparing a suggestion of a set of strategic information to address your donation, of US $ 70 million, as a merit in the area of Health.